Londres atrai empreendedores brasileiros de diversos setores

Abrir empresa no Reino Unido tem menos burocracia do que no Brasil

 Considerado um dos principais centros econômicos do mundo, Londres, capital do Reino Unido, tem sido o lugar escolhido por muitos brasileiros para empreender. Atraídas por facilidades como menor burocracia e menor carga tributária, pessoas que desejam abrir seu próprio negócio ou expandir sua empresa veem na cidade britânica uma excelente oportunidade.

De acordo com especialistas, o tempo médio para abertura de uma empresa no Reino Unido é de apenas 13 dias enquanto a média mundial é de 35 dias. No setor de alimentos, a legislação é mais rigorosa e mais passos são necessários, mas ainda assim, o processo é menos burocrático do que no Brasil. Além disso, é notório que as taxas e tributos pagos em impostos brasileiros estão entre os mais altos do mundo, diferente de países mais desenvolvidos como o Reino Unido.

A diretora de um escritório de contabilidade em Londres, Alessandra Rocha, explica que, geralmente, em menos de 48 horas já é possível ter o chamado company number, o equivalente ao CNPJ no Brasil. Para fazer essa primeira etapa é necessário ter o nome da empresa, endereço, o nome de pelo menos um diretor e o SIC Code, que identifica o ramo da atividade do negócio. Com esses dados, já é possível fazer o registro da sua empresa no Companies House, uma espécie de cartório on-line para abrir empresas: https://www.gov.uk/government/organisations/companies-house

Depois dessa primeira etapa é necessário cadastrar a empresa em outros órgãos do governo. No entanto, Alessandra, que é brasileira e dirige o escritório na capital britânica há nove anos, lembra que entre 10 a 15 dias a empresa já está totalmente legalizada. “Existem passos necessários, mas em geral, os procedimentos são rápidos e práticos”, aponta a contadora. Além disso, o pagamento do imposto ao governo é anual e sobre o lucro líquido da empresa.   

Tipos de empreendimentos

Por isso, muitos brasileiros chegam à capital inglesa com o objetivo de abrir ou ampliar o seu próprio negócio. Entre os empreendimentos da comunidade brasileira em Londres encontram-se diversos setores e estruturas de empresas, desde pequenos negócios na área de prestação de serviços, até grandes empresas que escolhem Londres como uma estratégia de expansão para o mercado europeu.

Na parte das micro e pequenas empresas, mais voltadas ao comércio local, observa-se também uma variedade de iniciativas, como restaurantes, venda de produtos alimentícios tipicamente brasileiros, agências de viagens, limpeza residencial, salões de beleza e estética, entre outros. No grupo das empresas de médio a grande porte, destacam-se os negócios voltados ao desenvolvimento tecnológico, como as startups, empresas com ideias inovadoras que apresentam alta rentabilidade em curto período de tempo. 

No entanto, assim como a abertura de um negócio em qualquer parte do mundo, ter um bom planejamento traz mais chances do empreendimento ser bem sucedido também em Londres. Alessandra Rocha também explica que para quem decide abrir uma empresa no Reino Unido é importante saber que também tem as responsabilidades a cumprir como manter em dia os registros da empresa, com suas entradas e saídas, relatar alterações, arquivar as contas e a declaração fiscal, entre outras.

Caso não cumpra as obrigações, a empresa pode ser multada, processada ou até mesmo desqualificada. Além disso, outra informação importante é que para abrir uma empresa no Reino Unido é preciso possuir uma condição no país que garanta esse direito, como ter um passaporte europeu ou ter o visto de residência permanente.  

 

Por Gisleine Durigan

Odair Oliveira